Administração rural: aprenda como aplicar na sua fazenda

Confira as melhores práticas de administração rural e saiba como elas podem facilitar a gestão da sua fazenda!

A administração rural é planejar e controlar as operações a partir de uma visão geral da fazenda. Logo, ela é capaz de auxiliar na tomada de decisões e contribuir para a melhora de resultados nas propriedades rurais.

Então, se você é produtor rural e quer investir na administração do seu negócio, você encontrou o artigo certo!

Aqui você vai conferir as melhores práticas de administração rural e como elas podem impactar no crescimento da sua fazenda.

Pronto para começar?

O que é administração rural?

A administração rural consiste em planejar e controlar as operações a partir de uma visão geral da fazenda.

Esse conceito foi adotado no século 20, em universidades de ciências agrárias inglesas e americanas. Em resumo, o intuito era avaliar o grau de viabilidade econômica das práticas agrícolas.

Com isso, a gestão se apropriava dos conceitos da administração para aplicá-los à área de produção agrícola a fim de manter o controle das operações.

Em síntese, a administração rural estuda os processos de decisões de ações administrativas ligadas ao agronegócio.

Na prática, ela alia os resultados financeiros à produtividade da lavoura. Isso significa que ela se apoia principalmente no controle de recursos globais, de forma que o administrador alcance os seus objetivos com o mínimo de recursos.

Estes recursos são:

Como funciona o processo administrativo da fazenda?

Para conseguir administrar uma fazenda com eficiência, é necessário entender os processos administrativos de empresas rurais.

Por isso, vamos te apresentar etapas essenciais da administração rural, mais conhecidas como PODC (Planejar, Organizar, Dirigir e Controlar).

administração rural PODC

Planejamento

No geral, o planejamento é uma etapa que estuda e avalia a situação atual, ao mesmo tempo que prevê acontecimentos e define objetivos e metas. Desse modo, ele consiste no trabalho de preparação do empreendimento rural a fim de adotar métodos e antever as consequências de uma ação.

Assim, no processo de elaboração do planejamento é possível listar objetivos como:

Os objetivos são diversos. No entanto, é importante destacar que o planejamento deve apresentar os passos que precisam ser seguidos para que os objetivos sejam concretizados.

Para isso, o recomendado é responder aos seguintes questionamentos: quem vai fazer, o quê, como, quando e onde.

Organização

Após a etapa do planejamento é necessário organizar os processos. Esse é o momento de agrupar e estruturar todos os recursos e fatores de produção disponíveis na fazenda para viabilizar o funcionamento de forma eficiente.

Melhor dizendo, essa etapa vai definir funções, distribuir tarefas, determinar autoridade e responsabilidade, estabelecer normas e regras e estipular fluxos de trabalho e linhas de comunicação.

administração rural PODC

Fonte: Beef Point

Direção

A direção envolve o ato de comandar, gerir ou dirigir a propriedade rural. Dessa forma, ela abrange a supervisão da utilização dos recursos da fazenda a fim de cumprir a execução das ações planejadas, motivar os trabalhadores, dar apoio e orientação, colocar em prática as tarefas e operações planejadas etc.

Controle

Em resumo, o controle consiste em um trabalho contínuo, no qual, é registrado e avaliado o desempenho de todas as atividades da fazenda. Assim, é possível propor correções necessárias no tempo apropriado.

Nesse sentido, essa atividade envolve o registro e comparação de dados, análise de resultados e de adoção de medidas corretivas.

Como gerenciar esse processo?

Para promover a melhora contínua dos processos administrativos e garantir o alcance de resultados da propriedade rural é preciso investir em ferramentas de gerenciamento.

Um dos métodos mais conhecidos é o PDCA, que reúne conceitos básicos da administração apresentando-os em uma estrutura de ciclo, o que o torna simples de ser compreendido e gerenciado por qualquer organização.

Com o objetivo de assegurar a melhoria da qualidade de forma contínua, ele funciona como um ciclo e deve ser usado sucessivamente.

Sendo assim, ele é composto por 4 fases:

administração rural PDCA

Fonte: Shojiki

1ª Planejamento

Nessa fase, é essencial definir os objetivos e as metas que se pretendem alcançar. A partir disso, é preciso delinear planos que simulem as condições do cliente e o padrão de produtos, serviços ou processos.

Na fazenda, o planejamento pode começar, por exemplo, no diagnóstico do solo, isso inclui o levantamento da fertilidade física, química e biológica da área.

Desse modo, é necessário contar com a ajuda do Engenheiro Agrônomo, visto que ele é capaz de identificar o potencial de resposta de cada corretivo ou fertilizante e a viabilidade de investimento a curto, médio e longo prazo.

2ª Execução

O foco dessa fase é a prática. Sendo assim, é imprescindível disponibilizar meios para que os procedimentos definidos no planejamento sejam cumpridos, bem como, extrair informações que serão aproveitadas na fase seguinte.

Assim, com os dados do planejamento em mãos, deve-se partir para o plano de ação, que deverá ser feito em cada Zona de Manejo. Vale evidenciar que toda equipe precisa ser informada sobre o que será feito e como deve ser feito.

3ª Verificação

Nesse momento, é feita uma averiguação, comparando o que foi planejado, as metas estabelecidas e os resultados alcançados.

Aqui, podemos citar como exemplo o monitoramento constante da nutrição vegetal. Em algumas culturas, é possível checar 2 a 3 vezes a nutrição vegetal.

Além disso, é importante verificar constantemente fatores como: clima, plantas daninhas, pragas e outros.

4ª Ação

A última fase é dividida em duas etapas dependendo do resultado da verificação feita na fase anterior.

Assim, se as metas não forem alcançadas, deve-se diagnosticar qual é a raiz do problema para evitar a reprodução dos resultados não esperados.

No entanto, se os resultados forem alcançados, deve-se registrar as boas práticas e iniciar um novo ciclo para identificar oportunidades de melhoria.

Vale lembrar que a participação do Engenheiro Agrônomo é fundamental, já que ele poderá avaliar os resultados e ajudar a equipe a identificar as falhas, as dificuldades e estabelecer a influência de cada fator no resultado final.

*PDCA é a sigla em inglês para plan (planejar), do (executar), check (verificar) e act (agir).

administração rural

Quais funções administrativas uma fazenda deve ter?

Na prática, as funções administrativas ocorrem em todas as empresas e no contexto da fazenda não é diferente. Vejas quais são elas:

Produção

A produção está diretamente ligada às atividades que a propriedade realiza e aos fatores de produção que utiliza.

Finanças

O setor de finanças compreende a administração dos valores monetários dos estoques de capitais e de fluxos financeiros, como receitas ou despesas, por ano ou por mês.

Comercialização

A comercialização está relacionada com as atividades administrativas de compras e de vendas de bens e serviços, com fornecedores e clientes, com os preços de produtos e fatores, entre outros.

Recursos Humanos

A área de Recursos Humanos é responsável por cuidar das pessoas que trabalham na fazenda no que se refere a quantidade (oferta e demanda de mão de obra) e qualidade ou competências humanas (conhecimento, habilidades e atitudes).

Quais são os principais desafios da administração rural?

Não há dúvidas que administrar uma fazenda tem seus desafios. Portanto, veja alguns deles:

Gerenciar as Finanças

Um dos principais desafios da administração rural é a gestão financeira. Isso porque para garantir bons resultados para o negócio é necessário controlar diversas atividades como: pagamento e recebimento de contas, fluxo de caixa, livro caixa digital, notas fiscais eletrônicas, entre outros.

Logo, é fundamental desenvolver o hábito de registrar todas as movimentações financeiras da fazenda e dissociar as transações dos gastos financeiros pessoais, especialmente em propriedades familiares.

Sendo assim, a organização e o uso de ferramentas podem ser grandes aliadas nesse momento.

Controlar a Produção e a Logística

Uma das tarefas primordiais da fazenda é o controle de produção. Dessa forma, é preciso ter conhecimento sobre tudo o que é produzido e como a produção é escoada por toda cadeia de distribuição, isto é, a logística.

Com base nisso, o administrador consegue descobrir gargalos e pontos que necessitam ser aprimorados a fim de otimizar os custos e eliminar desperdícios.

Mensurar Resultados

Mensurar os resultados vai ajudar o produtor a analisar se o que foi implementado na gestão atingiu as expectativas. Diante disso, novas estratégias podem ser definidas ou aprimoradas.

Em resumo, as métricas são capazes de revelar os valores exatos, que demonstram o quanto a produção aumentou ou recuou. Assim, é possível analisar como esses números refletiram na lucratividade para a fazenda.

Criar processos e delegar tarefas

A princípio, é muito comum encontrar propriedades rurais que surgiram em um contexto familiar.

A grande questão é que quando o negócio começar a crescer, há a necessidade de criar e padronizar os processos. Afinal, a evolução é necessária e a formalização das operações faz parte das bases da administração rural.

Sendo assim, funcionários e equipes precisam ter papéis bem definidos. Dessa maneira, as operações conseguem seguir sem o envolvimento constante do gestor.

Por fim, a ideia é que o negócio se desenvolva e passe a andar com as “próprias pernas”.

Princípios de um bom administrador rural

Além disso, é preciso entender todos os setores que compõe o agronegócio:

Antes da porteira: indústria de fornecedores de insumos e serviços, como maquinário, fertilizantes e defensivos.

Dentro da porteira: atividades inseridas na unidade produtiva, isto é, a produção, manejo do solo, irrigação e colheita.

Depois da porteira: operações de armazenamento, beneficiamento e distribuição.

Dicas para facilitar sua administração rural

Enfim, antes de concluir, confira algumas dicas para facilitar sua administração rural.

Busque capacitação em Administração Rural

Em suma, é importante que o produtor rural busque capacitação para aprender a gerir o seu próprio negócio. Isso pode ser feito por meio de cursos de Administração Rural.

Por isso, busque instituições que ofereçam cursos focados no ramo do agronegócio como a Embrapa e o Senar.

Foque em resultados

Na hora de avaliar o desempenho do negócio rural, o que vai determinar se ele está indo bem ou não serão os resultados.

Logo, é essencial entender a performance da lavoura, por meio da mensuração de resultados. Só assim, o produtor conseguirá ter uma visão clara sobre a real situação da fazenda e avaliar se é o momento certo de investir ou evitar gastos.

Contudo, é importante lembrar que medir o desempenho da fazenda envolve mais que anotar a quantidade produzida ao final do ciclo produtivo. Mais do que isso, é necessário monitorar a produtividade dos funcionários, o uso de equipamentos agrícolas e etc.

Treine os funcionários

De nada adianta investir em estratégias, ferramentas e equipamentos, se os funcionários não tiverem capacidade para desenvolver as tarefas.

Diante disso, é essencial aplicar treinamentos e transmitir conhecimentos a fim de alinhar as expectativas do negócio em relação a cada um deles.

Dessa forma, a fazenda poderá colher bons resultados e se desenvolver como uma empresa rural.

Use a tecnologia como aliada

Muitos produtores deixam de adquirir um sistema de gestão agrícola, com a justificativa de não ter funcionários capacitados para operar a ferramenta.

Esse é um grande erro. Afinal, esse problema pode ser resolvido com treinamento, como foi dito no tópico anterior.

Se pensarmos no número de benefícios e a agilidade que os sistemas oferecem, não há como negar que ele é uma ferramenta essencial para negócios rurais que querem facilitar a administração rural e se manter competitivos no mercado.

Afinal, com um software de gestão agrícola, o produtor consegue armazenar dados com segurança e garantir o fácil acesso, visto que, a plataforma permite que as informações fiquem organizadas para simplificar a análise completa da fazenda.

O MyFarm é um exemplo claro disso. Com ele, o produtor consegue administrar diversos setores da propriedade rural como as atividades agrícolas, maquinário, financeiro, suprimentos, produção e resultados. Para saber mais, visite nosso site.

Administração rural - Myfarm

Agora que você está informado sobre como realizar a administração rural da sua fazenda, leia nosso artigo sobre gestão agrícola e aprenda a gerar mais lucro para o seu negócio.

Até a próxima!

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar demonstração

Veja também

O que é Agricultura 4.0 e como ela impacta a gestão agrícola?
Crédito Rural: o que é e quem tem direito a ele
Do plantio à colheita das culturas: a importância de ficar atento aos prazos
Administração rural: aprenda como aplicar na sua fazenda entre em contato conosco pelo WhatsApp