Como controlar o fluxo de caixa da sua fazenda

Para ter um controle real sobre a gestão financeira da sua fazenda, é necessário reunir registros detalhados sobre ganhos e gastos, ou seja, a entrada e saída de dinheiro… melhor dizendo o fluxo de caixa.

A partir dele, você consegue ter uma visão estratégica e evita interpretações erradas que podem acarretar prejuízos no futuro.

Então, para entender melhor como o fluxo de caixa funciona, continue a leitura.

Vamos lá?

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é um instrumento de gestão financeira utilizado para controlar a entrada e saída dinheiro de um negócio.

Sua principal função é acompanhar as finanças, os investimentos e rendimentos de uma empresa.

Assim, ele contribui para o aumento da eficiência nas decisões financeiras como corte de custos ou aumento de rendimentos.

Contudo, ele essencial na gestão agrícola de qualquer propriedade rural.

Por que é importante ter um fluxo de caixa na sua fazenda?

O fluxo de caixa é uma das principais ferramentas para o sucesso de uma boa gestão financeira.

Quando se trata de uma propriedade rural, é ele quem vai promover o levantamento de dados para verificar se determinados investimentos são adequados para aquele momento.

No geral, ele registra todas as transações financeiras que correspondem a atividade agrícola.

Como exemplo podemos citar: compra de equipamentos, construção de instalações, aquisição de insumos, venda de safra ou animais, dentre outros.

Mais do que isso, o fluxo de caixa desempenha o papel de informar se uma empresa está obtendo lucro ou prejuízo.

Diante disso, ele é um instrumento financeiro que deve ser implementado por qualquer atividade que visa a lucratividade.

Como fazer um fluxo de caixa?

Agora que você já sabe o que é um fluxo de caixa e qual a usa importância na gestão da sua fazenda. Aprenda a implementá-lo.

Registre todas as movimentações financeiras

O primeiro passo é anotar todas as despesas que envolvem a sua fazenda como: pagamentos, recebimentos, gastos com manutenção, escritório, frete etc.

Além disso, registre as suas fontes de receita, isto é, tudo o que foi produzido e vendido.

Categorize todas a entradas e saídas

Após registrar todas as entradas e saídas da sua propriedade rural, categorize as transações de acordo com cada área.

Desse modo, separe cada movimentação conforme as suas destinações. Logo, os gastos com fornecedores devem ficar separados dos administrativos (contas, despesas com pessoal etc).

Além disso, você pode criar centros de lucros para indicar cada grupo que gera rendimento para a fazenda.

A ideia é organizar as informações para proporcionar ainda mais clareza sobre o controle financeiro da fazenda e possibilitar análise mais aprofundadas sobre as suas contas.

Crie uma rotina de verificação de fluxo

Essa etapa é de extrema importância, pois uma verificação periódica vai certificar que todos os dados estão sendo registrados corretamente.

Por isso, a importância de você separar um tempo para conferir registros de boletos, comprovantes e outros.

Nesse sentido, também é necessário estabelecer uma rotina de análise de fluxo, que pode ser por semana ou a cada 15 dias.

Para simplificar essa análise, o ideal é inserir cada recebimento e as formas de pagamento. Caso tenha sido feito no crédito, anote a máquina que você passou e a bandeira do cartão (pois a taxas variam de acordo com a empresa).

A soma de tudo isso ajuda evitar surpresas e prever soluções. Assim, você consegue ter mais segurança para fazer investimentos ou prevenir gastos.

Planeje e gerencie o estoque

Com as informações registradas e organizadas, é possível fazer o controle do estoque e compras de acordo com o dinheiro disponível, evitando assim que você seja pego desprevenido.

Além disso, você poderá gerenciar a compra de produtos e auxiliar no planejamento do caixa. Desse modo, os limites máximos e mínimos de compra são estabelecidos a fim de evitar faltas e desperdícios.

Adquira um sistema de gestão financeira

Por fim, para manter os dados seguros e bem organizados, o mais indicado é contratar um sistema de gestão.

De modo geral, os softwares de gestão agrícola proporcionam um nível maior de segurança e controle, visto que, operam de forma automatizada.
Logo, a divisão de categorias e organização das informações são mais claras para simplificar os registros de dados do produtor rural.

5 motivos para criar um fluxo de caixa para sua propriedade rural

Ter um fluxo de caixa não só te dá mais segurança para tomada de decisões como beneficia a sua fazenda sobre diversos aspectos.

Confira quais vantagens ele pode proporcionar:

1 – Redução de gastos desnecessários

O fluxo de caixa é responsável pelo levantamento de dados relacionados as despesas das atividades agrícolas. Sendo assim, os produtores conseguem visualizar quais setores estão demandando mais gastos.

Desse modo, você consegue reduzir gastos desnecessários e otimizar o uso do capital no negócio.

Em contrapartida, se a fazenda está com um saldo positivo, você poderá investir o dinheiro em áreas importantes como:

2 - Maior previsibilidade

Com o fluxo de caixa bem executado, você tem ciência de quando e quanto de dinheiro precisa para pagar as contas.

Sendo assim, é possível programar pagamentos para períodos em que há mais receita como:

3 - Mais segurança para tomada de decisão

A maioria dos produtores rurais tem dificuldades para tomar decisões assertivas. A partir do fluxo de caixa, é possível prever lucros e despesas futuras.

Assim, é possível se basear em dados precisos para tomada de decisão, bem como, para gestão financeira como um todo.

4- Mais tempo

Ao ter acesso às informações organizadas, você tem a possibilidade de programar o pagamento de contas com antecedência. Dessa forma, você evita multas por atraso e filas em banco.

Então, sobra mais tempo para você se dedicar a outras atividades do dia a dia.

5 - Gestão financeira mais eficaz

Com o fluxo de caixa em dia você consegue compreender para onde o seu dinheiro está sendo destinado. Além disso, fica informado sobre quais resultados a sua fazenda está obtendo, isto é, lucros ou prejuízos.

Essas informações são primordiais para você conseguir garantir uma maior rentabilidade e se prevenir contra perdas e danos.

Conclusão

Ter um fluxo de caixa para sua fazenda não é mais uma questão de escolha e sim de necessidade.

A verdade é que muitos produtores rurais enfrentam dificuldades financeiras sérias por não terem o controle sobre a entrada e saída de dinheiro do seu negócio.

Se você ainda não usa essa ferramenta para administrar a sua propriedade rural, você pode estar correndo um grande risco.

Então, se você percebeu a necessidade de implantar o fluxo de caixa na sua fazenda, considere conhecer o MyFarm, nosso software de gestão agrícola.

MyFarm oferece uma gestão completa para sua fazenda incluindo o controle do fluxo financeiro, atividades, maquinários, suprimentos, produção e resultados.

Para saber mais Clique Aqui!

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar demonstração

Veja também

Plantação de soja: faça um manejo eficiente da sua lavoura
3 dicas para melhorar a gestão rural
O que é um solo fértil?
Como controlar o fluxo de caixa da sua fazenda entre em contato conosco pelo WhatsApp