O que é Agronegócio: mercado, profissões e curiosidades

O mercado do agronegócio está em constante crescimento no país. Não é à toa que o setor contribui de forma significativa para a economia, seja por meio do abastecimento interno, das exportações e na geração de empregos.

Se você tem interesse em saber mais informações sobre esse segmento da nossa economia, você encontrou o artigo certo.

Saiba mais a seguir!

O que é agronegócio?

O agronegócio é um termo utilizado para fazer referência ao conjunto de atividades que envolvem de forma direta ou indireta toda a cadeia produtiva agrícola ou pecuária.

Sendo assim, ele pode ser dividido em 3 setores:

1º Produtores rurais: donos de pequenas, médias ou grandes propriedades rurais, onde há produção agrícola.

2º Fornecedores de insumos rurais: fabricante de maquinário e fornecedores de pesticidas, sementes, equipamentos, fertilizantes entre outros.

3º Processamento, distribuição e comercialização: frigoríficos, distribuidoras de alimentos, indústrias, supermercados e etc.

O que é produzido no agronegócio?

Além dos alimentos, a agronegócio está diretamente envolvido com a produção de itens essenciais para o nosso dia a dia como:

Biocombustíveis: produzidos por meio de plantas, como a cana-de-açúcar.

Têxtil: produtos advindos de matérias-primas diversas, de origem animal, como o algodão, o linho e a lã. São utilizados na fabricação de roupas, artigos de cama, mesa e banho e bens de decoração, entre outros itens.

Madeira ou produtos florestais: o cultivo de árvores fornece a madeira e a celulose para a produção de produtos químicos, além de insumos para a indústria moveleira, a construção civil e a produção de papel.

Fumo: cultivo de insumos, como plantas e folhas, são destinados para a produção de tabaco.

Pesquisa e desenvolvimento: engloba a produção de novas técnicas agrícolas e pecuárias, realização de pesquisa e aplicação de novas tecnologias.

Quais são os ramos da cadeia produtiva do agronegócio?

De modo geral, a cadeia a produtiva do agronegócio consiste em todos os processos que ocorrem, o que inclui desde os insumos mais básico até a transformação do produto final.

Em síntese, são etapas interligadas que tem como finalidade a comercialização do produto. Veja quais são elas:

Insumos

A primeira etapa é constituída por empresas fornecedoras de insumos para fazendas. Como exemplo temos: sementes, adubo, calcário, ração para os animais, máquinas, tecnologia, entre outros.

Produção

Em seguida, já nas propriedades rurais, vem a produção, que recebe os insumos para gerar commodities por meio de sua plantação. Aqui estamos falando de produtos como: como madeira, cereais, oleaginosas, carne, leite, entre outros.

Processamento

Logo após, o processamento, etapa onde ocorre a transformação final dos produtos para consumo. Um exemplo o processamento da soja para se obter o óleo.

Distribuição

Com os produtos prontos, chegamos a etapa da distribuição, que direciona os produtos para atacadistas/distribuidores e então para os varejistas, onde serão vendidos. Por se tratar de itens perecíveis, é crucial que o tempo de viagem da mercadoria até as lojas e supermercados seja o menor possível.

Consumidor Final

Por fim, a cadeia termina no consumidor final, que adquire os produtos em pontos de vendas.

Cadeia produtiva da soja - Agronegócio
Fonte: Senar

Como está o mercado de agronegócio no Brasil?

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o agronegócio foi responsável por 1 a cada 3 empregos em 2017 e representou 21.6% do Produto Interno Bruno (PIB).

Nesse ano (2017), o setor cresceu 7,2%, segundo o cálculo do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/USP) e Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

O MAPA também afirma que o Brasil possui 62,6 milhões de hectares de área plantada (safra 2018/2019).

Já em relação ao mercado externo, o Brasil é o segundo maior produtor mundial de soja e terceiro maior de milho (safra 2017/2018), conforme os dados da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais.

Quais são as expectativas para essa área?

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), estima uma alta do Valor Bruto da Produção (VBP), crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), maior possibilidade de financiamento privado para o setor de agronegócio em 2020.

A expectativa para o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), que mede a receita do setor “dentro da porteira” é de uma alta de 9,8% em relação a 2019. Dessa forma, o faturamento pode chegar a R$ 669,7 bilhões.

Ao que tudo indica, o resultado será puxado pela pecuária, que deve ter um crescimento de 14,1%, podendo alcançar o valor de R$265,8 bilhões.

Em relação a carne bovina, a estimativa de expansão é de 22,2% no VBP em comparação com 2019, atingindo uma receita de R$ 129,1 bilhões.

Além disso, há previsão de alta para o VBP de outras proteínas animais, como suínos (9,8), pecuária de leite (7,5%) e frangos (7,1%). Nesse mesmo contexto está a agricultura, que teve queda em 2019 e pode se recuperar em 2020 influenciando no crescimento de 7,2% do VBP e no alcance de R$ 403 bilhões.

No entanto, o destaque do VBP agrícola será a soja, com alta de 14,1%. A oleaginosa deve terminar o ano com o faturamento estimado de R$165,2 bilhões.

PIB

O Produto Interno Bruto do agronegócio deve crescer 3%, porém há uma previsão de alta nos custos de produção, o que pode impactar a renda do produtor rural.

Por exemplo, o custo com a produção da soja, pode ter uma elevação recorde na safra 2019/2020. Um dos motivos é porque a grande parte dos fertilizantes foi negociada com valor acima das safras anteriores.

SAFRA

De acordo com a CNA, a safra 2019/2020 pode ter recorde de produção de grãos e fibras. Isso tudo devido as condições climáticas normais, sem a presença dos fenômenos El Niño e La Niña, em que dificilmente há perda de produção causada por estiagem ou excesso de chuvas.

Crédito e Política Agrícola

Nesse ano, a expectativa de melhoria dos indicadores macroeconômicos pode impulsionar o financiamento privado. Assim, a taxa Selic e a inflação podem criar um ambiente favorável para o setor e incentivar a maior concorrência entre as instituições de crédito.

Conheça as carreiras promissoras no Agronegócio

Confira as principais oportunidades de atuação no agronegócio:

Agrônomo

Profissional que pode atuar em vários segmentos do agronegócio. No entanto, as principais funções estão associadas com planejamento do preparo e cultivo do solo, controle de pragas e procedimentos de adubação e irrigação.

Além disso, tem a possibilidade de atuação na comercialização e administração de propriedades, bem como, na área de pesquisa de novas tecnologias de produção.

Zootecnista

O zootecnista atua em toda cadeia produtiva animal com o objetivo de elevar a produtividade e a rentabilidade na criação de animais e no desenvolvimento de produtos de origem animal como ovos, leite e seus derivados.

Contudo, trabalha com o melhoramento genético do rebanho, nutrição e reprodução animal, observação de padrões sanitários e indústria alimentícia de origem animal como embutidos e laticínios.

Veterinário

O veterinário é responsável por cuidar da saúde dos animais. Sendo assim, ele atua na assistência clínica e cirúrgica, prescrição de medicamentos, prevenção de doenças, alimentação e reprodução animal.

Gerente de Fazenda

Responsável pela gestão direta da fazenda, o gerente de fazenda lidera a equipe técnica, desenvolve pessoas e pode assumir a gestão financeira do negócio. O profissional indicado para desempenhar a função é o engenheiro agrônomo.

Coordenador técnico: irrigação, tratos culturais, monitoramento de pragas ou controle de qualidade

Atua em conjunto com o gerente da fazenda no contato com os colaboradores do campo. Assim, trabalha em áreas técnicas específicas para garantir a produtividade e a qualidade, além de mitigar riscos.

O profissional adequado para essa função precisa ter conhecimento técnico associado com noções de gestão, liderança, boa comunicação e experiência com capacitação e motivação de equipes.

8 Curiosidades do Agronegócio…

1 - Existem mais bois do que pessoas no Brasil;

2 - O maior exportador de suco de laranja do mundo é o Brasil;

3 - É preciso tirar CNH para conduzir máquinas agrícolas;

4 - A maior parte da água retirada de rios é utilizada na irrigação de plantações;

5 - O estado do Mato Grosso possui a liderança na produção de soja no Brasil;

6 - O Brasil é o maior exportador mundial de café, açúcar e cana-de-açúcar;

7 - O Brasil é o segundo maior exportador de carne bovina e o maior exportador de carne de frango, sendo também o quarto do mundo na venda internacional de carne suína;

8 - O termo “agronegócio” foi desenvolvido por Davis e Goldberg, em 1957, como sendo o conjunto de todas as atividades de produção, processamento, distribuição e comercialização dos produtos agrícolas. No entanto, sua popularização só ocorreu a partir da década de 1970.

Gostou de conhecer um pouco sobre o mercado de agronegócio? Aproveite e leia nosso artigo sobre gestão agrícola aqui!

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar demonstração

Veja também

O que é Agricultura 4.0 e como ela impacta a gestão agrícola?
Crédito Rural: o que é e quem tem direito a ele
Do plantio à colheita das culturas: a importância de ficar atento aos prazos
O que é Agronegócio: mercado, profissões e curiosidades entre em contato conosco pelo WhatsApp