Qualidade de sementes: saiba como garantir

Ter uma lavoura com plantas uniformes, bem estabelecidas e com alto potencial produtivo é totalmente desejável.

O sucesso final de uma ótima produção se inicia como uma decisão antes mesmo do preparo do solo. A escolha de suas sementes!

As sementes são os insumos responsáveis por levar ao campo todos os avanços de pesquisas e do melhoramento genético.

Por meio delas que características como as altas produtividades, resistências às doenças e adaptações climáticas são inseridas nas suas lavouras.

No entanto, somente as informações sobre o ciclo dos cultivares e quais são as regiões aptas ao cultivo de determinado material genético escolhido não são suficientes!

Deve-se conhecer a origem e a qualidade de suas sementes antes de realizar a compra.

Para te explicar o que compreende a qualidade das sementes e como verificar se suas sementes são de boa qualidade, confira este artigo!

O que é qualidade de sementes?

A qualidade de sementes é compreendida por um conjunto de características genética, física, fisiológica e sanitária que determinam seu desempenho agronômico.

Ou seja, é o potencial das sementes originarem plântulas normais e uniformes em campo e também sua conservação ao longo do armazenamento.

Além disso, para a produção e comercialização de sementes, vários critérios devem ser obrigatoriamente atendidos.

Esses critérios são amparados pela Lei nº 10.711, de 05/08/20023, que garante a identidade e a qualidade das sementes produzidas e comercializadas no Brasil.

Todos esses respaldos técnicos têm como único objetivo assegurar as sementes certificadas que você compra!

Garantem a idoneidade do material genético escolhido, a porcentagem de germinação mínima e a pureza do lote.

Ter a segurança que você está comprando verdadeiramente o cultivar desejado é fundamental.

A mistura de cultivares pode aumentar as perdas na colheita, devido às diferenças na maturação das sementes e riscos de desenvolvimento inadequado das plantas, pelo uso de cultivares em locais não recomendados.

Além de garantir a porcentagem mínima de germinação da espécie na comercialização, o uso de sementes certificadas e de boa qualidade protege sua lavoura da entrada de plantas daninhas, patógenos e pragas.

Veja as informações e os valores que são necessários para atender os padrões de produção e comercialização, exigidos pelo Ministério da Agricultura, para sementes de amendoim, por exemplo.

1. Semente certificada de primeira geração;
2. Semente certificada de segunda geração;
3. Semente de primeira geração;
4. Semente de segunda geração.
Padrões para a produção e a comercialização de sementes de amendoim
Fonte: Adaptado de Mapa

>>> DOWNLOAD GRATUITO: PLANILHA PARA GESTÃO DE INSUMOS AGRÍCOLAS <<<

Definição dos atributos que compõe a qualidade das sementes

Atributo fisiológico

Refere-se aos aspectos relacionados à fisiologia das sementes, compreendendo a germinação e o vigor das sementes.

A germinação refere-se à aptidão das sementes para originar uma plântula normal sob condições favoráveis de campo.

Já o vigor revela a capacidade das sementes se desenvolverem em condições adversas como baixas temperaturas, excesso de água, dentre outras.

Estão relacionados diretamente à eficiência da emergência de plântulas em campo.

Sementes vigorosas apresentam maior probabilidade de originarem plântulas normais em campo e estabelecerem mais rapidamente o estande em comparação às sementes com baixo vigor.

Estande uniforme e totalmente estabelecido proveniente de sementes de alta qualidade e vigor (A) e ocorrência de falhas no estande devido ao uso de sementes com baixo vigor (B)
Fonte: França-Neto e colaboradores

Atributo físico

Corresponde ao teor de água, danos mecânicos ou causados por insetos, com destaque principalmente para a pureza das sementes.

A pureza física garante a pureza das sementes!

Dentro do seu lote haverá limites estabelecidos pelo padrão para a presença de sementes de outras espécies e material inertes (sementes chochas, torrões, insetos, tudo que não seja semente).

Esse atributo também protege suas áreas agrícolas da entrada de insetos-pragas, sementes de plantas daninhas e contaminantes associados às sementes ou nos torrões.

Teste de pureza, separando sementes puras de material inerte e outras sementes.
Fonte: UNESP

Atributo genético

Esse atributo corresponde às características específicas do cultivar escolhido, incluindo os avanços dos programas de melhoramento genético.

Por meio dele, garante que todas as sementes dos lotes apresentem o mesmo material genético, a mesma resistência às doenças e o mesmo potencial produtivo.

São denominadas por pureza varietal e homogeneidade de plantas, extremamente importantes para sua lavoura.

Atributo sanitário

Está relacionado com a presença de microrganismos, como os fungos, vírus, bactérias e nematóides, nos lotes de sementes comercializados.

Esses patógenos podem estar inseridos dentro, na superfície e associados às sementes, neste último enquadrando as estruturas de resistência dos fungos.

A presença desses patógenos nas sementes constitui um dos principais problemas relacionados com a introdução e disseminação de doenças nas áreas de cultivo.

Além de afetarem o desenvolvimento das sementes, podem causar enormes prejuízos à produção resultantes das doenças.

Estruturas de patógenos associados aos lotes de sementes.
Fonte: Moraes e Menten

Verificando e avaliando a qualidade da sua semente

Sempre compre sementes certificadas, aquelas que passaram por todas essas inspeções e atenderam os critérios exigidos por lei.

Verifique o boletim de análise de sementes, que garante a identificação, certificação e fiscalização oficial de suas sementes.

Na embalagem das sementes, confira a categoria de produção (normalmente, C1, C2, S1 ou S2), a germinação mínima (%) e a pureza mínima (%) da espécie.

Para verificar a qualidade das sementes, deve-se fazer uma amostragem representativa do lote, de acordo com os procedimentos estabelecidos nas Regras para Análise de Sementes, e enviá-la a um laboratório de análise de sementes de confiança.

As sementes da amostragem devem ser colocadas em embalagem de papelão, por exemplo, por possibilitarem a respiração das sementes e não interferir em sua viabilidade.

Embalagens

Além disso, identificar a embalagem corretamente com os dados do produtor, espécie, variedade e peso da amostra é fundamental!

Exemplos de embalagens corretas para o transporte das sementes
Fonte: Plastifilme e JProlab

As análises essenciais para avaliar a qualidade das sementes correspondem à determinação da pureza, teor de água, teste de germinação e vigor.

Existem diferentes testes de vigor que podem ser realizados e recomendam-se a realização de pelo menos dois para assegurar os resultados da amostra.

São escolhidos conforme a espécie em questão e a disponibilidade do laboratório.

No entanto, você pode também pode realizar um teste com suas sementes antes de realizar a semeadura.

Proceda à amostragem. Seja imparcial ao retirar suas amostras, lembre-se que elas precisam revelar a verdadeira situação de seus lotes!

Semeie-as em sulcos com 3 cm de profundidade em canteiros, de preferência utilizando-se terra da área em que serão cultivadas (originária da profundidade de 0-20cm) e de acordo com a espécie, avalie a porcentagem de emergência das plântulas e a uniformidade do estande.

Veja abaixo, alguns exemplos de canteiro teste para avaliar a qualidade de suas sementes antes da semeadura.

Diferentes tipos de canteiros teste que podem ser realizados.
Fonte: Krzyzanowski e colaboradores; Frare; Coamo

É fundamental para o sucesso de sua cultura o uso de alta qualidade, mas também, é necessário realizar o manejo do campo, para que a semente de alta qualidade expresse todo seu potencial.

Conclusão

Neste artigo você viu a importância de se utilizar sementes de alta qualidade para o sucesso de sua lavoura.

Viu quais atributos compõem a qualidade das sementes e como avaliar se suas sementes apresentam alto desempenho.

Além disso, observou que é primordial comprar sementes certificadas para garantir altas produtividades e a segurança dos cultivos futuros em suas áreas.

Conseguiu tirar suas dúvidas e quer saber mais sobre o tema? Aproveite e leia nosso artigo sobre a diferença entre grãos, sementes e cereais.

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

Veja também

Overfert: entenda os riscos da superfertilização
Produção de grãos no Brasil: conheça esse mercado
Saiba quais são os principais fatores que impactam a produtividade rural
Qualidade de sementes: saiba como garantir na sua lavoura