Controle de Defensivos e emissão de receitas agronômicas

A obrigatoriedade da emissão do receituário agronômico existe por lei federal desde 1989 com a finalidade de orientar o produtor rural sobre a necessidade da utilização de um determinado agrotóxico em sua propriedade agrícola.

No entanto, cada estado possui seu regramento específico. Em Goiás, por exemplo, as receitas agronômicas emitidas no estado devem ser enviadas diariamente ou semanalmente através do sistema SIGEA. 

Apesar das legislações de cada estado, continua sendo obrigatório a utilização receita junto ao produto, independente de revenda, loja ou cooperativa. 

Todavia, nos casos de antecipação da venda com “entrega futura”, os agrotóxicos deverão permanecer no depósito do comerciante até que a venda seja concluída.

Sendo assim, no período em que o insumo será aplicado. Desse modo, haverá a necessidade da apresentação da receita para que o comerciante faça a emissão da nota fiscal complementar.

Agrônomo

O Agrônomo, em suas visitas ao produtor, precisa se atentar para as possíveis mudanças que possam ocorrer. Não apenas técnicas, como em equipamentos de aplicação, dosagens do produto, na cultura ou mesmo climáticas.

Logo, o profissional que prescrever o receituário agronômico de forma errada, sem o devido cuidado ou de forma indevida, corre o risco de sofrer sanções éticas de sua entidade de classe.

Produtor

O produtor precisa ficar atento às recomendações do técnico que o acompanha. Portanto, deve ler as indicações da bula do insumo e aplicar com equipamentos corretos , a utilização de EPI, na cultura certa e da forma prescrita.

Ao final da aplicação, é responsabilidade do produtor rural dar a destinação às embalagens vazias. Para isso, precisa ter o cuidado de não abandonar na lavoura e furar a parte inferior para assegurar a não sejam reutilização, evitando assim, aspiração ou inalação dos agrotóxicos.

A tecnologia utilizada para Cumprir a Legislação 

A emissão do Receituário Agronômico, quando realizada manualmente, incorre no risco de erros, podendo ocasionar graves danos a toda uma lavoura. E mais, pode até provocar danos às propriedades vizinhas, resultando em multas e responsabilização cível e penal.

No entanto, o Grupo Siagri, por meio do Hub de Inovação Conexa, garante à cadeia produtiva o cumprimento da legislação e a gestão do processo de forma inteligente.

Sendo assim, o Receituário Agronômico, permite a emissão online da receita, consulta fito sanitária, ficha de informações de segurança e emergência.

Por fim, por meio do MyFarm, o produtor consegue armazenar as notas fiscais dos insumos que adquirir, além de controlar o estoque e gestão da aplicação. Assim, se o produtor passar por alguma fiscalização, terá em mãos os documentos certos para apresentar.


Sua foto ou logo
Leonardo Barbosa
Receituário Agronômico | Siagri
Linkedin

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar demonstração

Veja também

Qual é o perfil do produtor rural brasileiro?
Imposto de renda para produtor rural: tudo o que você precisa saber
Conceitos da administração rural: aprenda como aplicá-los na sua fazenda
Controle de Defensivos e emissão de receitas agronômicas | MyFarm - Software de Gestão Agrícola - Grupo Siagri entre em contato conosco pelo WhatsApp