Vazio Sanitário: por que é importante e como realizá-lo corretamente

O vazio sanitário é utilizado com objetivo de reduzir o ataque de pragas e doenças em culturas como soja, feijão e algodão.

Na prática, ele consiste em um período de ausência de plantas vivas na lavoura. Para isso, todas as espécies voluntárias, hospedeiras de pragas-alvo e doenças devem ser destruídas mediante o uso de produtos químicos ou métodos físicos.

Confira como o vazio sanitário funciona e tire todas as suas dúvidas a seguir!

O que é vazio sanitário? Para que serve?

O vazio sanitário consiste basicamente em um período de ausência, que geralmente varia de 60 a 90 dias, de plantas vivas (cultivadas ou voluntárias) nas lavouras de culturas como soja, feijão e algodão.

No Brasil, treze estados e o Distrito Federal adotaram essa medida, estabelecida por meio de normativas estuais, que estabelecem que durante o período de ausência todas as espécies voluntárias, hospedeiras de pragas-alvo e doenças devem ser destruídas mediante o uso de produtos químicos ou métodos físicos, dentro do prazo estipulado.

Em síntese, o objetivo do vazio sanitário é reduzir o aparecimento de pragas e doenças com alto potencial de danos econômicos.

Qual a sua importância?

Em um cenário no qual ocorre o constante aparecimento de pragas e doenças, é preciso se atentar para diferentes formas de manejo, para garantir o aumento da produtividade e a redução de custos.

Dessa forma, o vazio sanitário aparece como uma maneira de diminuir a ocorrência de doenças e o surgimento de pragas nas lavouras.

Nesse sentido, o período de ausência de plantas hospedeiras pode ajudar na diminuição populacional de pragas como a Mosca Branca (Bemisia tabaci) e a lagarta Helicoverpa armigera.

Além disso, ajuda a evitar os surtos de cigarrinhas como inseto vetor na transmissão de enfezamentos e viroses na cultura do milho bem como problemas relacionados ao fungo da ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi) na cultura de soja.

Em quais culturas é realizado o vazio sanitário?

Na prática, do vazio sanitário é realizado em culturas como: soja, algodão e feijão.

Soja

O vazio sanitário da soja é o período em que é proibido manter nas lavouras plantas vivas de soja. Desse modo, após a colheita da soja, o produtor deve destruir as plantas por meio da aplicação de produtos químicos ou com métodos físicos.

Em geral, cada estado possui um período estabelecido para cumprir o vazio sanitário a fim de evitar que o fungo causador da ferrugem da soja se multiplique durante o final da entressafra.

Isso significa que os produtores não poderão manter plantas vivas de soja em suas propriedades e as plantas remanescentes da última safra devem ser erradicadas.

Assim, quem não cumprir as regras estabelecidas para o período ficará sujeito ao recebimento de auto de infração.

Vale destacar que o período do vazio sanitário da soja, que varia de 60 a 90 dias, foi estabelecido considerando que o tempo máximo de sobrevivência dos esporos no ar, que é de 55 dias.

Calendário do vazio sanitário da soja no Brasil
Fonte: Embrapa

Ferrugem Asiática

Em síntese, a Ferrugem Asiática é a doença que o vazio sanitário tem o objetivo de evitar. Causada por fungos, ela é capaz de gerar lesões e desfolha na planta, evitando a formação dos grãos e consequentemente a redução da produtividade.

Os primeiros sintomas se manifestam nas folhas com o aparecimento de minúsculos pontos escuros.

Vale destacar que seu desenvolvimento é extremamente rápido e se espalha com facilidade pelo vento, causando grandes prejuízos à produção.

Algodão

O vazio sanitário do algodão é uma das medidas fitossanitárias para a prevenção e controle do Bicudo do Algodoeiro. Essa praga possui grande capacidade destrutiva e habilidade para permanecer nessas lavouras durante a entressafra.

Durante o período não pode existir nenhuma planta viva de algodão. Assim, a eliminação de todos os restos culturais ou soqueira deve ocorrer após a colheita, sendo responsabilidade dos produtores, proprietários, arrendatários ou ocupantes de propriedades produtoras de algodão.

Mapa do período de vazio sanitário  no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Bahia.
Fonte: Senar

Bicudo do Algodoeiro

O Bicudo do Algodoeiro (Anthonomus grandis) é uma espécie de besouro que apresenta coloração cinza ou castanha e cara bastante alongada.

Esse inseto possui grande capacidade de infestação, sendo que seu ataque causa a queda dos botões florais impedindo a abertura das maçãs e consequentemente redução considerável da produção.

Feijão

O vazio sanitário do feijão tem o intuito de controlar a Mosca Branca bem como diminuir a quantidade de alimento para esse inseto, considerado uma das pragas mais prejudiciais para produtores de grãos.

Isso porque a manutenção de áreas com o cultivo permanente de feijão mantém o inseto ativo e facilita a disseminação da doença. O período de pausa do cultivo vai ajudar a diminuir os locais de refúgio da praga.

Na prática, o vazio sanitário para o feijão foi adotado em Minas Gerais em 2013 e atualmente é realizado simultaneamente com o Distrito Federal e Goiás, que fazem fronteira com o estado, o que potencializa os resultados positivos da medida.

Em geral, tem duração de 30 dias, com início em 20/9 e prosseguindo até 20/10. Confira:

Período do vazio sanitário nos estados de Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal
Fonte: Senar

Mosca Branca

A Mosca Branca está presente em praticamente todas as regiões agrícolas, principalmente nas de clima tropical e subtropical. Essa praga é responsável por grandes prejuízos uma vez que transmite o Mosaico Dourado do Feijoeiro.

Em geral, a Mosca Branca pode aparecer durante todo o desenvolvimento da cultura, no entanto, tem preferência por plantas mais jovens.

Como realizar o vazio sanitário?

Antes de tudo, o vazio sanitário é de responsabilidade do produtor rural. Sendo assim, caso haja o descumprimento, ele está sujeitos a punições aplicadas pelo estado.

Desse modo, após a colheita da cultura:

Vale lembrar que o período estipulado pode variar de região para região. Por isso, é importante ficar atento ao calendário do seu estado.

O que pode ser feito na área da lavoura durante o período do vazio sanitário?

Nesse período a área de produção deve obrigatoriamente ficar vazia. Sendo assim, o produtor rural pode aproveitar para investir no melhoramento das características físicas, químicas e biológicas do solo para potencializar a produção da próxima safra.

Se bem planejada, a prática do vazio sanitário, além de promover a quebra do ciclo de pragas e doenças pode ser útil para a potencialização de diversos outros aspectos da capacidade produtiva das lavouras.

Enfim, conseguiu entender como funciona o vazio sanitário? Aproveite e leia nosso artigo sobre controle de pragas.

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

Veja também

Êxodo rural: o que é e os impactos no agronegócio
A importância da segurança alimentar: da plantação ao consumo
O que são Pulses?
Vazio Sanitário: por que é importante e como realizá-lo corretamente